sábado, 30 de outubro de 2010

video

"I'm a man with a one track mind
So much to do in one lifetime
Not a man for compromise and where's and why's and living lies
So I'm living it all, yes I'm living it all
And I'm giving it all, and I'm giving it all..."

domingo, 24 de outubro de 2010

Promessas (feitas aos pés do ouvido)



Amadeus era o que queria ser, só ligava para si mesmo. Vinte e três anos e nenhum projeto de um futuro promissor. Amadeus, então, vivia alienado em suas ideias anarquistas e seu egoísmo exacerbado. Não sonhava nunca, e, se sonhasse, sonhava sozinho, sem expor seus desejos intrínsecos a ninguém. Vivia sua realidade, que não era tão complicada nem dura, e sim normal aos anos 2000.

Porém, certa noite, Amadeus fora ao encontro de Pietra, uma jovem descendente de italianos, com cabelos negros, longos e brilhantes, como as estrelas. Uma jovem de olhos azuis que faziam qualquer um desejar estar entre as mais belas paisagens da natureza.
Para Amadeus aqueles eram olhos insanos, olhos de bem. Olhos que o afundavam num perfeito momento romântico. Deixavam-no em êxtase.
Porém era tudo mentira, e Amadeus sabia. O amor de Pietra reluzia em seu olhar, mas ele não dava a mínima importância.

Demasiadas palavras eram soltas a esmo, com todo fogo ao pé do ouvido. Mas Amadeus queria somente o fogo. Jamais pensara em reciprocidade. Jamais pensara em devolver, de verdade, aquelas frases prontas e perfeitas ditas por Pietra ao pé do ouvido. Amadeus era movido pelo tesão, pelo fogo. Nem mesmo a noite com Lua cheia, iluminando a pedra do Arpoador, o fez pensar que tudo, tudo mesmo era amor.

Diante de tanta beleza, a alma saía e arrepiava o corpo. E o momento ficava quente. Os pêlos subiam, e ficava impossível de travar o corpo, de não se entregar.
Respostas prontas. E noites passavam. Respostas e mais respostas prontas. Pietra desistiu de seu sonho e saiu pela tangente.
Pietra era bem esperta e cansou de dar amor. Cansou de amar quem não a amava.
Acabara ali um amor. A razão tinha vencido o coração, que nunca se preocupou em forçar tanto uma luta.

Amadeus procurava, nas noites badaladas de Ipanema, alguns outros olhos para admirar. Procurava também dizer as mesmas palavras que aprendera com Pietra, em outros pés de ouvido.

domingo, 17 de outubro de 2010

As duas faces


Há dias em que nós temos que ficar calados, e esconder nossa verdadeira face. Há dias também, que nós não só temos, mas precisamos ficar calados, pois algumas questões no mundo nos impede de falar ou contestar, enfim.

Algumas vezes, precisamos usar "meias verdades" para não ferirmos outras pessoas com nossas pequenas e vãs palavras que podem ser muito mal interpretadas por outrem.
É díficil, mas como já disse, precisamos guardar nossas opiniões pra nós mesmos e aceitar que outras pessoas não têm "facilidade" e não aceitam ouvir, filtrar e aprender com outras opiniões.

As máscaras que usamos no dia-a-dia não são coisas somente ruins. As máscaras, se cairem, poderão destruir a visão que algumas pessoas têm sobre nós. Entretanto, não precisamos viver mascarados. Só digo que devemos usar máscaras no momento certo.
Só não precisamos mudar. Não precisamos fingir ser quem não somos. Mas precisamos aprender a compreender mais as pessoas.

Por isso temos de ter duas faces. Ou não!
Eu admiro as pessoas que conseguem extrapolar, gritar e explanar o que acham que é a verdade. Eu admiro as pessoas que são "cheias de razão", as pessoas que se colocam diante de outras e defendem o seu ponto de vista mesmo que esteja errado. Afinal, certo e errado são coisas relativas, creio eu.

Mas eu fui, divinamente, educado como um déspota. Fui educado a ouvir, ficar quieto e agir. Fui educado a agradar gregos, troianos, muçulmanos, judeus, palestinos, americanos, russos, alemães...

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Terça Insana - Eu fico puto!

video

Senhores, pra rirem um pouco. Só um pouquinho!
Hheahae :D

Stand up comedy
Terça Insana
Ator: Marcelo Mansfield

sábado, 9 de outubro de 2010

Sujeito-Homem

O homem só não é sujeito
Um sujeito só não é homem
Pois ao sujeito pertence um predicado
E ao homem pertence um ser amado

O homem só vive bem
Quando ama algum sujeito
Quando procura e encontra alguém
Que dá conta do seu peito

O homem é o rei
E está sempre no topo do mundo
O sujeito é só alguém
Que faz o homem sentir amor e saudade.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Never say no to Panda

Galera, o Panda mais anarquista e revoltado que eu já vi.
Heuhauhaeuheauhae
Me amarrei no vídeo. Espero que gostem também.
video

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Tudo bem, senhores?
Bom, vi esse vídeo na MTV e achei brilhante. :D
É legal, engraçado, e ao mesmo tempo é "útil".
O nome do programa é COMÉDIA MTV. A voz é de Marcelo Adnet.
Mais legal pra quem gosta de história. ;)
Espero que gostem!

Beijos e abraços! video